domingo, 18 de novembro de 2012

Navegar é preciso...


Novembro de 1942, as blitz continuam sobre os céus de Londres, e bombardeiros ingleses fazem incursões sobre as principais cidades alemãs. 

Nestes tempos, além das naturais dificuldades de combate, a própria navegação das aeronaves e navios era uma tarefa complexa, realizada através de rádio-navegação: basicamente, uma estação de rádio emite um sinal, com certa intensidade e direção, e este sinal é interceptado pela aeronave ou navio, que o segue ou acompanha, fazendo as necessárias correções em seu curso.

Grandes avanços na navegação aérea e naval foram realizadas durante a 2 GM. Churchill comenta um curioso episódio de "compartilhamento de tecnologia" com a Alemanha.

Submarine detection was not our only problem in this area. The Germans had established two long-range beam stations for enabling their aircraft and U-boats to navigate far out in the Bay and the Western Approaches. One of these was near Brest, and the other in North-West Spain. Our Ambassador at Madrid came to hear about the Spanish station, but instead of trying to get the endless legal and diplomatic controversy, we were advised by Dr. R. V. Jones to use it ourselves. By taking photographs of the equipment we were able to learn how it worked, and henceforward our aircraft and fighting ships were supplied with a first-class position-finding service which they shared happily with the enemy. Coastal Command were in fact able to use it to a greater extent than the German themselves, and it was so efficient that we built several similar beacons for service in Australia and the Pacific.

WSC. The Hinge of Fate, 255-256.

terça-feira, 6 de novembro de 2012

Livros...

Nesta semana, acabei adquirindo mais alguns livros para a coleção. O primeiro pedido foi a trilogia do Richard J. Evans "O Terceiro Reich".

Ela começou a ser publicada no Brasil pela editora Planeta, tendo lançado os "A Chegada do Terceiro Reich ao Poder" e "Terceiro Reich no Poder".

No começo do ano consegui achar nas livrarias o "O Terceiro reich no Poder", mas não consegui em lugar nenhum o primeiro volume "A Chegada do Terceiro Reich". Entrei em contato com a editora, e a publicação está esgotada, e também não há previsão para o lançamento do último volume "".

Fiquei feliz pela Editora Planeta ter começado a publicar os volumes, em português, no Brasil. Mas é uma pena que ela não esteja prevendo reedições/reimpressões ou mesmo o lançamento do último volume. Fica difícil assim...

Desta forma, acabei comprando mesmo pela Amazon. E aí tenho outra surpresa! Mesmo com a taxa do dólar e frete internacional, comprar a edição americana saiu muito mais barato!

Na edição nacional, o primeiro volume só achei na Estante Virtual, e com preços abusivos praticados pelos livreiros. Estão cobrando em torno de R$ 200 o primeiro volume. O segundo você ainda acha em algumas livrarias, por algo em torno de R$ 100. Ou seja, os volumes 1 e 2 saem por R$ 300 no Brasil.

Já na Amazon, com frete e dolar, o três volumes sairam por R$ 121 !!!! Menos que a metade.

No Brasil temos os livros em português, e não precisamos esperar quase um mês pela entrega, contudo, vejo as seguintes vantagens em comprar lá fora: são mais baratos, a encardenação costuma ser muito melhor e não ficamos reféns das péssimas traduções lendo "no original".  O ruim é o prazo de entrega... mas existem rumores que a Amazon logo irá abrir um filial no Brasil, começando com e-books, e depois com livros físicos quem sabe.

Não cheguei a pesquisar, mas tenho esperanças que esses volumes do Richard J. Evans sirvam como uma atualização para os volumes de William L. Shirer. A saber...

Outro conjunto que comprei na Amazon foi o "The Last Lion", a biografia "mais respestada" de Winston Churchill.

"Mais respeitada" porque hoje em dia nem as autobiografias são bem vistas :-) mas pelo menos essa é um trabalho extensivo, que começou na década de 1980 com William Manchester.

Após a publiações dos dois primeiros volumos, William Manchester estando bem doente, pediu a Pau Reed que terminasse o último volume, que trata dos anos de guerra até o falecimento de WSC (originalmente, o livro cobriria apenas até o fim da guerra, mas Reed concluiu que seria de interesse geral a obra cobrir desde o nascimento até o falecimento de WSC).

Assim, após 30 anos, temos a conclusão da obra, totalizando 3008 páginas sobre a história de WSC, com os volumes Visions of Glory 1874-1932; Alone 1932-1940; e Defender of the Realm 1940-1965.

Mal posso esperar para recebê-los e começar a postar sobre eles! Aguardem...